terça-feira, 14 de Dezembro de 2010

Ulisses, de Maria Alberta Menéres + resumo

Vamos iniciar no 2º período o estudo de mais uma obra. Desta vez será "Ulisses", escrito por uma senhora chamada Maria Alberta Meneres. Antes de mais, vamos ficar a conhecer um pouco esta senhora...
Biografia

Maria Alberta MENÉRES

Natural de Vila Nova de Gaia, onde nasceu a 25/8/1930, Maria Alberta Rovisco Garcia Menéres licenciou-se em Ciências Histórico-Filosóficas na Faculdade de Letras de Lisboa. Poetisa, escritora e professora, foi ainda funcionária da RTP. Estreou-se na poesia com o livro Intervalo, publicado em 1952. Colaborou em várias publicações de que salientamos: «Jornal do Fundão», «Diário de Notícias», «Cadernos do Meio-Dia», «Távola Redonda». Maria AIberta Menéres é uma das mais destacadas figuras da literatura infantil portuguesa, à qual tem dedicado muito do seu saber e talento. A sua obra é vasta neste domínio e atravessada por histórias originais, recolha tradicional, versão de obras clássicas, teatro infantil e poesia para crianças.


Obras de Maria Alberta Meneres

Literatura Infantil: Conversas com Versos, 1968; Figuras Figuronas, 1969; O Poeta Faz-se aos Dez Anos, 1973; Lengalenga do Vento, 1976; Hoje Há Palhaços, 1976 (com António Torrado); A Pedra Azul da Imaginação, 1977; Semana Sim, Semana Sim, 1978; A Água que Bebemos, 1981; O Ouriço Cacheiro Espreitou Três Vezes, 1981; Dez Dedos Dez Segredos, 1985; O Retrato em Escadinha, 1985; Histórias de Tempo Vai Tempo Vem, 1988; À Beira do Lago dos Encantos, 1988; Ulisses, 1989 (adaptação); No Coração do Trevo, 1992; Uma Palmada na Testa, 1993; Pêra Perinha, 1993; A Gaveta das Histórias, 1995; Sigam a Borboleta, 1996; O Cão Pastor, 2001. António Garcia Barreto, Dicionário de Literatura Infantil Portuguesa, Porto, Campo das Letras Editores, 2002 (adaptado)

Esta sua obra é uma adaptação duma outra, escrita por aquele que é considerado o primeiro grande poeta europeu - HOMERO. 


A Ilíada é um poema épico cuja autoria é atribuída a Homero, poeta grego, do século VIII a.C. Nesta obra, o autor descreve a Guerra de Tróia (entre gregos e troianos) em vinte cantos.



O nome do homem deriva do grego Ilion que significa Tróia. Após sequestrarem a princesa grega Helena, os troianos são atacados pelos gregos. Após anos de batalha, os gregos conseguem vencer, após presentearem os troianos com um gigante cavalo de madeira (Cavalo de Tróia). Dentro do cavalo havia centenas de soldados gregos que, de madrugada, saíram da barriga do cavalo e atacaram a cidade inimiga.
cavalo de tróia - ilíada

Esta obra é uma das mais importantes da antiguidade. Não retrata fielmente a guerra, pois foi escrita quatro séculos após o fato, mas é um óptimo relato histórico sobre a cultura, o comportamento e a vida quotidiana dos gregos antigos. Aquiles, Heitor, Ulisses e Agamenon são as principais personagens deste poema.

Homero utilizou a cultura oral (histórias que o povo contava) para escrever esta obra.

Curiosidade
Além da Ilíada, é atribuída a Homero a obra Odisseia, onde é retratado o retorno dos gregos de Tróia para a Grécia. Eles passam por diversas aventuras, enfrentando ciclopes, sereias e outras personagens da mitologia grega.

Grécia  
Situa-se na extremidade sudeste (SE) da Europa, na Península Balcânica.
                                      
Capital - Atenas
Área - 131 990 km2
População - 10 030 000 hab.
Língua - Grego
Religião - Católica ortodoxa 98%, Muçulmana 1.3%, outras 0.7%
Moeda - euro
Forma de governo - República Parlamentar
Maior altitude - Monte Olimpo,2,917 m.
A Grécia conseguiu a  independência do Império Octomano em 1829. Durante a 2ª metade do século XIX  e a 1ª metade do século XX  adicionou gradualmente as ilhas e territórios vizinhos, de falantes gregos. Depois da rebelião de 1949,   aderiu à NATO em 1952. Uma ditadura militar forçou o rei a sair do país e mais tarde, em 1974,  as eleições democráticas e um referendo criaram uma república parlamentar e aboliram a monarquia.
Entrou para a União Europeia,  em 1981.
Clima - Temperado mediterrânico: quente e seco no Verão, suave no Inverno.
Relevo - De um modo geral, o relevo das penínsulas e ilhas é montanhoso, com pequenas e férteis planícies isoladas umas das outras.
Os rios são pouco numerosos e de fraco caudal.
Devido ao solo pobre e montanhoso do seu território, só com duro trabalho os gregos conseguiram produzir os cereais, a vinha e a oliveira. Dedicaram-se também à criação de ovelhas e cabras.
Na paisagem grega há dois elementos muito característicos: as oliveiras e o mar.
Todos os lugares da Grécia se encontram a pouca distância da costa (nunca  a mais de 90 km). Por isso o mar teve grande importância na vida dos Gregos. A pesca e o comércio marítimo foram actividades do seu dia-a-dia, facilitadas pela tranquilidade das águas, pelos inúmeros portos de abrigo, constituídos por golfos e enseadas, pela atmosfera límpida que permite avistar ao longe as ilhas, portos de escala seguros para navegação.
 O Mundo Grego Antigo abrange três regiões:

Grécia Europeia  constituída essencialmente pela península balcânica a ocidente do Mar Egeu.
Grécia Insular constituída pelas ilhas do Mar Jónio e do mar Egeu
Grécia Asiática constituída pelo litoral da Ásia Menor.

Quem foram os gregos?
Tal como diz a autora do livro que estás a ler,
 " os Gregos eram um povo de marinheiros destemidos. Eles cruzaram os mares, tal como os Fenícios, os Cartagineses, e mais tarde nós, os portugueses"
Ulissses, o herói da história, é o símbolo do navegador grego, aventureiro e cheio de fé e coragem, enfrentando os mundos desconhecidos, do outro lado do mar.

A civilização criada pelos gregos (ou helenos, como eles mesmos se chamam até hoje) desenvolveu-se entre 2000 a.C. e 146 a.C. no sudeste da Europa — mais precisamente, na península balcânica e ilhas vizinhas.
Os romanos, que dominaram os povos mediterrâneos no início da Era Cristã e viveram ali perto, na península itálica, eram grandes admiradores da cultura helénica e foram os principais responsáveis pela sua difusão, que continuou até 529 d.C.

As principais contribuições da Grécia Antiga ao mundo Ocidental de hoje:
  • o desenvolvimento harmonioso do indivíduo (corpo e mente);
  • a cidade-estado (auto-governada);
  • a democracia;
  • a arte;
  • os quadros mentais elaborados pela especulação filosófica;
  • os mitos;
  • a literatura


Aqui fica o resumo da aventura de Ulisses, da Maria Alberta Menéres:


Ulisses era o rei de uma pequena ilha grega, chamada Ítaca, onde vivia com a sua esposa Penélope e o filho pequenino, Telémaco.
Um dia, a rainha grega Helena foi raptada pelo príncipe Páris, que a levou para Tróia, o que fez não agradou nada aos gregos. Estes resolveram salvá-la e pediram ajuda a Ulisses. Este, que não era nada amigo de violência, para evitar ir para a guerra, fez-se de louco. Contudo, os gregos já o conheciam e o plano não deu certo, acabando por acompanhá-los para combaterem em Tróia.
Dez anos durou a guerra contra os Troianos...e os gregos já estavam  saudosos das suas famílias, então tiveram uma ideia genial: construir um cavalo de madeira enorme, para se meterem lá dentro e deixarem-no à porta da cidade de Tróia. Contavam que os Troianos pensassem que tinham desistido e que tinham deixado a oferenda em sinal de respeito e batido em retirada, e que assim, o levassem para dentro. Dito e feito, o plano resultou e durante a noite, após festejos dos Troianos, os gregos saíram do cavalo e tomaram a cidade, salvando assim a sua rainha.
Quando foram para os barcos, para voltarem a casa, foram apanhados por uma corrente  que os levou até Ciclópia, ilhas onde viviam ciclopes. Aí depararam-se com um destes seres gigantes , de seu nome Polifemo. Polifemo comeu alguns dos gregos até se cansar. Quando resolveu descansar, Ulisses foi ter ele, oferecendo-lhe vinho. Polifemo perguntou o nome a Ulisses, ao que ele respondeu Ninguém. O ciclope acabou por adormecer e Ulisses com os companheiros aproveitaram e espetaram um tronco no olho dele. Com isto, Polifemo acordou aos gritos de dor, possibilitando assim a fuga do herói com os amigos.
De novo no mar, foram parar a Éolia, terra de Eolo, rei dos ventos. Este ofereceu-lhes um saco com ventos furiosos, deixando de fora Zéfiro, uma brisa suave, e pediu a Ulisses que não abrisse o saco nem mostrasse a ninguém. Porém, os companheiros abriram-no e soltaram uma tempestade. Lá voltaram a Éolia, arranjaram um barco e foram embora.
Desta vez foram parar a outra ilha, de uma feiticeira – Circe. Enquanto passeavam pela ilha, os marinheiros foram transformados em porcos pela feiticeira. Andava Ulisses à procura deles, quando aparece Minerva, a sua deusa protectora, que lhe deu a erva da vida.
Finalmente Circe e Ulisses encontram-se e ela dá-lhe um licor, para também o transformar em porco, mas o feitiço não funciona. Passado algum tempo, Circe, apaixonada por Ulisses, desiste e deixa-o partir, transformando os companheiros em gente outra vez. Ela diz ao herói que vá até à ilha dos Infernos, procurar o profeta Tirésias, que saberia dar-lhe notícias de Ítaca.
Chegado à ilha, Ulisses vê a alma da mãe, que lhe dá as novidades que tanto ansiava. Depois, falou com Tirésias, que confirmou o que a mãe havia dito, que não o agradou de todo. Já havia pretendentes de volta da sua esposa.
De volta aos barcos, entram no mar das sereias... os companheiros enchem os ouvidos de cera, para não se deixarem encantar pelo canto das sereias, mas Ulisses resolve prender-se ao mastro. As sereias imitam a voz de Penélope e o herói deixa-se enganar, tentando soltar-se.
Apesar de tudo, conseguem escapar, indo parar a Córcira, a terra dos Feácios. O rei deste sítio dá-lhe um barco novo e mais marinheiros. Ulisses adormece e quando chega a terra, pensa estar longe de casa, mais uma vez. Minerva diz-lhe que está em Ítaca e transforma-o num mendigo. Acaba por encontrar o filho e emocionam-se os dois. Mas tinha de resolver o problema dos pretendentes a trono, devido à sua ausência. Pai e filho combinam um plano. Ulisses iria lutar contra os pretendentes... e fê-lo, ganhando a todos.
A paz e harmonia voltam à família de Ulisses.

34 comentários:

  1. Vai desculpar-me a questão. Mas... Por que razão tem uma fotografia de Alice Vieira quando fala de Maria Alberta Menéres?
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  2. Não tem nada de pedir desculpa. Agradeço o reparo para a minha falha. Foi um engano, como é óbvio e muito me apraz saber que há quem veja este blogue com olhos de ver. Já alterei a fotografia. Esteja à vontade para comentar o que quiser.
    Continuação de um bom dia.
    Cordialmente

    Vanessa Ferreira

    ResponderEliminar
  3. Eu amei este livro gosto muito desta autora <3

    ResponderEliminar
  4. Caro/a anónimo/a (de 29 de janeiro, 11:09 am)

    A história é, de facto, fantástica, cheia de emoções, aventura, que nos prende do início ao fim... Grande Homero (pela história original) e grande Alberta (pela sua adaptação fabulosa e cativante.
    Boas leituras para todos!!!! e continuem a comentar...

    ResponderEliminar
  5. Olá, caro(a) amiguinho(a).
    Sísifo, na mitologia grega, que é a tratada na obra "Ulisses", é filho do rei Éolo e Enarete. Foi rei de Ephira, que mais tarde se veio a chamar Corinto. Desposou a filha de Atlas. Foi considerado o mortal mais "atrevido" para com os deuses, muito devido à sua astúcia... até conseguiu enganar a própria morte. Viveu muitas aventuras, sempre tentando "aborrecer" os deuses do Olimpo.
    Satisfeita a curiosidade? Espero que sim.
    Um beijinho e sucesso escolar.

    ResponderEliminar
  6. adorei ler este livro! é um livro cheio de grandes aventuras, adorei!

    ResponderEliminar
  7. Desculpe incomodar,mas sabe onde posso encontrar a obra completa em vez de um resumo?
    Se souber pode indicar-me um site?

    Muito obrigada...

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!
      Podes arranjar o livro em qualquer livraria, um site, também já tentei procurar mas não consegui.De qualquer forma, vou tentar pesquisar melhor e se conseguir, aviso-te.
      E não incomodas nada, estou aqui é para isso.
      BOAS LEITURAS!!!

      Eliminar
  8. pode dizer-me um sitio onde se pode REQUESITAR este livro?
    obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. se andas a estudas, na biblioteca da tua escola... se não andares na escola, em qualquer biblioteca, à partida deves conseguir.

      Eliminar
    2. adoro este livro e ja foi a montes de saites e este é o unico que ta bem construido. parabens,exelente

      Eliminar
    3. adorei este resumo! parabens a quem o elaborou!

      Eliminar
  9. adoro ler e adoro quando as historias sao riativas e boas para a minha imaginaçao adorei

    ResponderEliminar
  10. adorei adorei adorei ja foi a montes de saites e todos eles tavam mal construidos e este ta muito bem construido.exelente

    ResponderEliminar
  11. Qual o volume, o tradutor, a colecção e o lugar de publicação desta obra

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Segui um dos vários livros que há na escola onde trabalho, já muito velhinhos e cada um de edições diferentes.pertence ao plano nacional de leitura no 2o ciclo. Se não estou em erro a coleção será teia e trama, editora edições Asa.um abraço.

      Eliminar
  12. gostai bastante do seu livro acabei de o ler ontem com a minha turma e todos p axamos bastante entersante, so nao persebi porque ulisses so pudia falar com as almas se tivesse carne de ovelha negra

    ResponderEliminar
  13. Ola eu entrei para o 2º período e a minha professora mandou fazer um resumo do livro, logo vim a procura de um resumo para me espelhar e vim averiguar melhor o resumo do livro "Ulisses" de Maria A. Menéres e por acaso gostei muito, parabéns belo trabalho.

    Cumprimentos.
    Matheus Guedes.

    ResponderEliminar
  14. Odiei o livro, pessoa imensa desculpa, mas não gostei lá muito.

    Cumprimentos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá. Tens todo o direito em odiar o livro. "Não se pode agradar a gregos e a troianos" eheheh Não tens nada de me pedir desculpa, não escrevi a história e mesmo que o tivesse feito, teria de aceitar o teu desagrado com humildade.
      Um beijinho e espero que tenhas lido livros de que gostaste, uma vez que há tantas variedades :)

      Eliminar
  15. Adorei este livro!!!!
    Este resumo vai ajudar-me no teste que tenho terça-feira, obrigado!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada eu e votos sinceros de uma grande nota nesse teste. :-) beijinhos!

      Eliminar
  16. NEM LI O RESUME LA DE SIMA MAS DEVE TAR UMA BELA TRETA O ORIGINAL E BEM MELHOR VOCES NAO PRESTAO SAO TODOS UNS IMPESTORES



    ResponderEliminar
  17. Olá Bia... Muito obrigada pelo seu comentário. Mas impostores porquê? Quem? Qual é a razão de tanta raiva no seu comentário?

    ResponderEliminar
  18. Muito Obrigada Prof. Vanessa,Chamo-me Sara tenho 12 anos e sou da Escola Eb23 São Rosendo De Santo Tirso e tenho como tpc de Pt ter que fazer o resumo da história por isso aproveitei gostei muito do resumo

    Obrigada , Cumprimentos


    Sara Magalhães

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sara. Se te identificaste porque é que poseste o nome anonimo?

      Espero que me respondas!!!!!!

      Eliminar
  19. Obrigada eu, Sara, por me fazeres sentir útil, é o meu objetivo :-) espero que tenhas boa nota no trabalho. Qualquer dúvida, não hesites! Estarei ao teu dispor. Um beijinho e um ótimo primeiro dia de aulas.

    ResponderEliminar
  20. Adorei muitos parabéns!!!! :)
    Comprimentos,
    Continuações!!!1

    ResponderEliminar
  21. Este resumo e texto foi-me muito útil.obrigada prof.Vanessa pela sua disponiblidade e jeito pra o ensino...
    Anónimo.

    ResponderEliminar
  22. O início do livro é muito bonito mas ainda não acabei de ler o livro

    ResponderEliminar
  23. Olá, agradeço o resumo pois vai-me ser bastante útil pois como não tenho muito tempo para ler todas as obras de leitura obrigatoria, ajuda-me imenso. Assim posso trabalhar com o meu filhote. Muito obrigada, e umas boas festas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara Cristina, fico muito feliz por ter sido útil. Desejo-lhes o melhor para si e respetivo filhote. Feliz Natal!

      Eliminar