quarta-feira, 3 de novembro de 2010

O terramoto de 1755

Dia 1 de Novembro, 1755, 09:40 h... 
A cidade de Lisboa e outras localidades sentem por três vezes, num total de 17 minutos, que certamente na altura pareceram uma eternidade, a terra a tremer violentamente.
Entre 12.000 e 15.000 pessoas perderam a vida e os que ficaram jamais se esqueceram da terrível manhã.
O sismo teve epicentro no mar e atingiu 8,6 na escala de Richter*. O rio Tejo recuou, para depois se formar uma onda gigante, que destruiu o Terreiro do Paço por completo, e não só.

Na cidade haviam incêndios por todo o lado, que duraram dias e dias, até serem extintos.
O tão conhecido Convento do Carmo ficou em ruínas e as igrejas da Trindade simplesmente desapareceram (daí a expressão "Cai o Carmo e a Trindade"), entre outros monumentos, sem falar das casas - à volta de 10.000 edifícios ficaram destruídos.

Muitas das expressões que utilizamos no nosso dia-a-dia têm origem nesta desgraça, como irás descobrir aos poucos neste blogue, respectivamente n"A curiosidade do Dia".
A pessoa responsável pela reconstrução de Lisboa foi um senhor chamado Sebastião José de Carvalho e Melo...mais conhecido por Marquês de Pombal!
Para saberes mais sobre este grande senhor, clica aqui: http://www.junior.te.pt/servlets/Bairro?P=Portugal&ID=791 

* escala de Richter - serve para avaliar a magnitude dos sismos. Está compreendida entre 1 e 9 graus, sendo 1 um sismo muito fraco, que nem se sente, e 9 um sismo de destruição total!! Não há registo de sismo algum classificado com 9. Lembra-te de que o de Lisboa foi de 8.6! O senhor que inventou esta escala chamava-se  Charles Francis Richter e era um sismólogo (uma pessoa que estuda os sismos).

2 comentários:

  1. Olá, deixas por aqui, sempre, mensagens interessantíssimas e de grande valor pedagógico...
    Obrigada!
    Beijinho

    ResponderEliminar